A Tormenta de Gogol

E o que me diz?
Ir avante com teus planos?
Rasgar os sonhos que eu guardei?

Ficará satisfeita ao ver minha cabeça
por aí, bem vestida, como um publicano?

Fazendo o que eu não quero,
dizendo o que eu nunca disse?
Com seus próprios interesses,
ela não me ouve.
Nunca diz para onde vai.

Mas que loucura, você pode imaginar? Não, não pode.
Não faz sentido.
Não pode fazer.

Olha o mal que tu me causa, quando pede pra esquecer.

Publicado do WordPress para Android enquanto “nômadeio” por aí.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s