Mais um dia normal naquela agência bancária. Eu estava na metade de uma fila que findava em um balcão, onde eram entregues fichas com números. Estes números seriam chamados em ordem crescente e, então, seríamos atendidos por uma velha, tão infeliz quanto os que esperavam. Ficha 73 entregue, ficha 2 sendo chamado ao caixa; e assim seguíamos…

– Bom dia, meus queridos irmãos! – disse um velho que acabara de entrar – Como sou grato ao meu Senhor por este dia abençoado; por ter permitido que cada pessoa linda, que se encontra aqui presente, acordasse com vida – não conseguia imaginar como era possível alguém acordar morto – e com saúde. Há um ano fui assaltado, roubaram todo meu dinheiro e me deram uma pancada, que, tragicamente, atingiu meu olho esquerdo, me deixando cego. Gostaria de perdir-lhes uma ajuda de qualquer valor, pois, preciso comprar um colírio muito caro, para evitar ficar cego do outro olho. Desde já agradeço à Deus por suas vidas, e que o Senhor venha abençoa-los.

Todos contribuíram, eu mesmo teria contribuído se não estivesse quase cochilando. O velho seguia com seu parlatório, quando o vigilante se aproximou e pediu que ele se retirasse. Mesmo assim ele estava satisfeito, as pessoas que contribuíram também estavam. Alguns minutos depois, as mesmas pessoas que estavam na agência, inclusive eu, puderam avistar, em um bar próximo, o velho miserável entornar uma garrafa de cachaça, comprada com o dinheiro doado. Bem, fiquei feliz, ao menos não havia lhe dado dinheiro para comprar o tira gosto.

Publicado do WordPress para Android

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s